Banda larga fixa é o único serviço de telecom que cresceu em 2016 no Brasil

Internet domiciliar apresentou crescimento de 4,33%, enquanto TV paga, telefonia móvel e fixa sofreram quedas.

banda-largaA Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou hoje (26/1) os dados sobre os serviços de telecomunicações brasileiros e mostra que a banda larga fixa foi o único que registrou crescimento no país em 2016. Com mais de 1,1 milhão de novos contratos, a Internet domiciliar cresceu 4,33%, com os estados do Amapá, Maranhão e Rondônia puxando o aumento, com índices acima de 10%. Apesar disso, a partir de novembro do ano passado, o serviço apresentou queda de 0,5% no número de contratos.

Anatel autoriza reajuste para chamadas fixo-móvel

A TIM liderou a ampliação na base de assinantes no período com 29%, seguida pela Sky com 17,4% e a prestadora Cabo com 14,3%. Os pequenos provedores de Internet (ISP) tiveram crescimento de 18% no número de assinantes.

Entre as tecnologias de conexão, a fibra óptica registrou o maior crescimento de usuários, de 33,6% da base, terminando o ano com 1,73 milhão. Apesar disso, a estrutura tradicional DSL continua sendo a mais utilizada pelos brasileiros com 13,3 milhões, seguida pelo cabo com 8,58 milhões.

Já a telefonia móvel foi o serviço que apresentou a maior queda em 2016, com menos 13,7 milhões de linhas, uma redução de 5,33%. Nesse caso, os estados das regiões Norte e Nordeste também foram os protagonistas, mas puxando o índice para baixo dessa vez. O lado positivo é que o 4G teve crescimento de 136% na base de assinantes, com mais de 34 milhões de novas linhas.

Entre as operadoras, os maiores crescimentos na base de assinantes foram apresentados pelas operadoras virtuais Datora e Porto Seguro. Já a Oi, Claro e TIM tiveram queda, enquanto a Vivo se manteve estável.

A telefonia fixa ainda mantém a tendência de queda registrada nos últimos anos, com a autorizadas perdendo 6,3% de suas linhas, cerca de 1,1 milhão, enquanto as concessionárias perderam 2,7%, queda de quase 700 mil. A TIM foi a que mais apresentou queda na base entre as autorizadas; a Oi foi a líder na diminuição entre as autorizadas.

Por último, a TV por assinatura teve queda de 1,63%, menos 311 mil assinantes. Apesar disso, os estados de Piauí, Sergipe e Pará registraram aumento de assinaturas. Quem lidera o crescimento do serviço é a Oi, com 135 mil novos clientes e índice de aumento de 11,6%.

*Com informações da Anatel.

Compartilhe:

Post Comment

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com