Com redes de alta capacidade, concessionária CCR oferece serviços na região Sudeste

Utilizando soluções da Huawei, Samm criou serviço de conectividade para suportar aplicações TCP/IP e prover acesso à internet, com blocos de endereços IPv4 e IPv6.

Responsável por 2.437 km de rodovias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, a CCR criou um provedor de serviço de Comunicação Multimídia (SCM), a Samm, para prestar serviços de transmissão de dados em alta capacidade nos estados onde possui concessão, com infraestrutura capaz de atender a demanda do mercado corporativo.

Setor de telecom prepara padrão para virtualização de redes

O posicionamento estratégico da Samm foi centrado em cinco pilares: focar o mercado de alta capacidade, o atendimento a aplicações de missão critica; serviços com alta disponibilidade/SLA; baixa latência; e compromisso com prazos de entrega. A empresa tem presença em 142 municípios que juntos representam 34% do PIB brasileiro. E, para atender à demanda de telecomunicações do mercado em geral, inclusive do Grupo CCR, contratou soluções da Huawei.

A fabricante participou, em 2011/2012, de um processo para fornecimento de uma solução completa com serviços e equipamentos em que concorreu com outros nove fabricantes. Foram utilizados critérios técnicos, quesitos de flexibilidade de expansão, comprometimento com prazos, robustez da solução, amplitude dos sistemas de gerencia e melhor relação custo-benefício. Todos esses itens foram pontuados.

Ao final, a solução compôs uma rede backbone que abrande mais de 2000 quilômetros de fibras ópticas subterrâneas, com topologia em anel e monitoramento 24 horas por 7 dias por semana. Na primeira fase da rede, a Samm implantou cinco anéis DWDM (Dense Wavelength Division Multiplexing) com ROADM e OTN, em um todal de 34 localidades, sendo que a localidade principal é um site ROADM de cinco direções (directionless e colorless).

A rede DWDM foi desenvolvida para suportar 40 comprimentos de onda de 40 Gbps e transporders de 10 Gbps e 40 Gbps, simultaneamente. Por este ambiente passam todas as aplicações de missão critica que envolvem provedores de conteúdo, provedores de acesso, empresas de telecomunicações, grandes empresas do mercado corporativo, interligação de data centers e aplicações para o mercado financeiro.

Segundo a Samm, após 2 anos de operação comercial, o resultado mais importante é o reconhecimento do mercado nas áreas de atuação escolhidas pela organização.

Compartilhe:

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com