Ericsson e Cisco apresentam primeiro projeto conjunto de virtualização

Projeto vai modernizar rede de operadora australiana com tecnologias de nuvem, SDN e NFV.

Rede1A Vodafone Hutchison Australia (VHA), operadora australiana, contará com os serviços da Ericsson e da Cisco para virtualizar suas principais operações de rede. A expectativa é aumentar a agilidade, reduzir os gastos operacionais e de capital e melhorar o desempenho da rede. Este é o primeiro projeto da parceria Ericsson/Cisco em virtualização de rede no mundo.

Ericsson e Cisco incluem soluções de Wi-Fi em parceria estratégica

A Ericsson está na liderança deste projeto, com a responsabilidade da construção da infraestrutura e pela entrega do sistema operacional de ponta a ponta. A Ericsson já havia atualizado a rede completa da VHA, incluindo a instalação de um núcleo de pacotes virtuais evoluídos e um subsistema de multimídia IP virtual com suporte para serviços de voz sobre LTE.

A parte da Cisco no projeto inclui a implantação de tecnologias de virtualização de serviços de rede (NFV), como sua plataforma para automação de rede e orquestração de serviços de rede, além de soluções de segurança física e virtual e serviços de suporte. O projeto ainda inclui outros fornecedores de nuvem.

Essa é a primeira parceria em infraestrutura de nuvem entre os dois fabricantes. A Ericsson e a Cisco se uniram no final de 2015 e ampliaram o contrato, em novembro do ano passado, para incluir projetos de data centers, Wi-Fi, segurança e Internet das Coisas. Rima Qureshi, responsável pela região da América do Norte na Ericsson e responsável pela parceria com a Cisco, explica que o foco da parceria global é acelerar a transformação digital de clientes de diversos setores. “Este projeto com a VHA é um exemplo disso”, diz.

As empresas afirmam que a parceria já rendeu mais de 250 compromissos com clientes ativos, que agora estão se transformando em negócios. Destes, mais de 60 são voltados para roteamento, transporte e serviços IP.

O negócio com a VHA é importante para a Ericsson, que tem marchado no setor de telecomunicações para um maior controle de software. A empresa tem aumentado seu foco em software e despediu cerca de 3 mil funcionários no final do ano passado, muitos da área de hardware, embora tenha dado a entender que iria recrutar até mil colaboradores para pesquisa e desenvolvimento.

Compartilhe:

Post Comment