Akna

46% dos incidentes de segurança de TI são causados pelos próprios funcionários, diz pesquisa

Relatório da Kaspersky Lab mostra que 52% das empresas admitem que suas equipes são o elo mais fraco em sua segurança de TI.

De acordo com o novo relatório da Kaspersky Lab e B2B International, “O Fator Humano na Segurança de TI: como os funcionários tornam as empresas vulneráveis de dentro para fora”, quando ocorre um incidente de segurança de TI, os funcionários não são sinceros; eles tendem a esconder os problemas para evitar punições. Cerca de 46% dos incidentes são causados pelos próprios funcionários, o que gera uma fragilidade nas empresas que deve ser resolvida em vários níveis, não apenas pelo departamento de segurança de TI.

Funcionários desinformados ou descuidados são uma das causas mais prováveis dos incidentes de segurança virtual; só perdem para o malware. Embora os malwares estejam se tornando cada vez mais sofisticados, a triste realidade é que o eterno fator humano pode representar um perigo ainda maior.

Em particular, quando se trata de ataques direcionados, o descuido dos funcionários é uma das maiores brechas na blindagem da segurança virtual corporativa. Embora os hackers modernos possam usar malware sob medida e técnicas de alta tecnologia para planejar um roubo, é provável que comecem explorando o ponto de entrada mais frágil: a natureza humana.

Cipher alerta sobre nova falha de segurança

De acordo com a pesquisa, um terço (28%) dos ataques direcionados sobre empresas no último ano começou com o phishing/engenharia social. Por exemplo, um contador descuidado pode facilmente abrir um arquivo malicioso disfarçado como uma fatura de um dos inúmeros fornecedores da empresa e, assim, desligar toda a infraestrutura da organização, tornando-se um cúmplice involuntário dos invasores.

Os ataques direcionados sofisticados não acontecem todos os dias, mas o malware convencional opera em grande escala. Infelizmente, a pesquisa também mostra que, mesmo em relação ao malware, muitas vezes funcionários inconscientes e descuidados estão envolvidos e provocam as infecções em 53% dos incidentes.

 

Compartilhe: