Akna

Após desistir do acordo para pagamento de multas, Telefônica anuncia investimento de R$ 24 bi em três anos

Anúncio foi feito na Bolsa de Valores de Nova Iorque; operadora também enfatizou o aporte de R$ 2,5 bilhões na instalação de rede de fibra óptica no País.

No mesmo dia em que tornou pública a desistência de levar adiantes as negociações com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para a troca de multas por investimentos (TAC – Termo de Ajustamento de Conduta), a Telefônica Brasil, dona da marca Vivo, apresentou a investidores internacionais um plano de investimento de R$ 24 bilhões no País, no triênio de 2018 a 2020, destacando o aporte de R$ 2,5 bilhões para acelerar a instalação de fibra óptica.

Telefônica Brasil desiste de negociação do TAC com a Anatel

O anúncio foi feito na Bolsa de Nova York, onde a operadora realizou o seu Investor Day. Durante o evento, o presidente da empresa, Eduardo Navarro, apresentou a Ultra Banda Larga por meio de fibra ótica como o novo motor de crescimento da companhia. “Temos ativos exclusivos e todas as capacidades para aproveitar tanto a oportunidade de monetização de dados móveis quanto de crescimento na operação fixa, via fibra”, afirmou.

O COO (Chief Operating Officer) da Vivo, Christian Gebara, destacou que a digitalização é um direcionador de expansão não apenas de rentabilidade, mas também de melhoria na experiência do cliente. E David Melcon, CFO (Chief Financial Officer) da companhia, informou que com o projeto de investimento adicional em fibra, a Telefônica Brasil vai capturar o valor da oportunidade para aumentar a rentabilidade e o retorno aos acionistas.

Compartilhe: