Akna

Banco sul-coreano aposta em open banking para expandir operação em todo o Brasil

Instituição foca em uma operação totalmente digital, com atendimento mobile aos clientes e planos de expandir a sua capilaridade com apenas uma agência física.

O Banco KEB Hana do Brasil S/A, subsidiário do sul-coreano KEB Hana Bank, tem empresas multinacionais coreanas que atuam no Brasil como maior número de clientes, mas tem a intenção de expandir os serviços também para pessoas físicas. Para isso, o banco está em processo de digitalização onde pretende chegar ao ponto de se tornar um open banking e poder trocar informações, produtos e serviços com outras instituições.

Bradesco e Itaú Unibanco discutem os desafios de liderança no mundo digital

Quem está ajudando o banco nesta empreitada é a TOTVS e suas soluções, que vão permitir o adiantamento de recebíveis no ERP do banco, consignado privado para pessoa física com desconto em folha de pagamento e investimentos variados. Vale destacar o plano de expansão geográfica: com a tecnologia, o banco atenderá clientes de todo o País, utilizando as soluções como a base para o atendimento e mantendo apenas uma agência física.

Presente no Brasil desde 1998, o Banco KEB Hana do Brasil S/A, que atua como banco comercial de pequeno porte, finalizou em 2015, a implementação do seu Internet Banking, projeto também realizado em parceria com a TOTVS. A plataforma trouxe resultados expressivos: mais de 90% dos clientes utilizam os serviços pela web e cerca de 85% das transações passaram a ser realizadas por esse canal.

Com essa alta taxa de adesão, a instituição resolveu avançar no seu processo de modernização e está usando como base a plataforma tecnológica da TOTVS, que possibilita acrescentar produtos e serviços e melhorar a comunicação com os seus clientes, tudo isso de maneira integrada, simples e segura.

Entre as soluções que serão estregues nessa nova fase estão dois aplicativos, um para cada tipo de cliente: empresas e pessoas físicas. Os serviços também serão expandidos, como por exemplo, a contratação e o regaste de valores de investimentos transacionais, que poderão ser executados tanto pela Internet, quanto no mobile – até hoje, só era possível realizar consultas. O envio de remessas de moeda estrangeiras de pequenos valores ao exterior é outra facilidade que também será disponibilizada nos canais digitais.

O cliente não precisará ir até à agência para abrir novas contas, basta acessar a web ou baixar o app, enviar digitalmente os documentos necessários que, em até 24 horas, a pessoa se tornará correntista do Banco KEB Hana do Brasil S/A – atualmente este processo leva de dois a três dias. Para que toda essa simplificação aconteça, a instituição usará APIs já integradas à Receita Federal e aos serviços de proteção ao crédito para validar o pedido, tudo automático, diretamente no sistema.

Para o diretor executivo do banco, Sung Won Kim, a operação totalmente digital dará capilaridade para atuar em todo o território nacional com apenas uma agência física. “Com este novo investimento, vamos expandir a atuação do Banco KEB Hana para as empresas dentro e fora da colônia coreana no Brasil e também para toda sua cadeia produtiva, como fornecedores e funcionários”, diz. Outro ponto importante são as APIs, já que agora o banco vai poder agregar mais valor ao negócio em parceria com outras instituições, financeiras ou não.

Compartilhe: