Akna

Estudo calcula preço de um ataque de hackers às empresas

Análise feita pela IBM mostra que o custo das violações digitais subiu de US$ 3,62 para US$ 3,86 milhões, um aumento de 6,4%. No Brasil, houve redução de 7% em relação ao ano passado.

Você sabe o preço de um ataque de hacker? Para ajudá-lo nesta análise, já que o risco é um fato, a IBM elabora anualmente um estudo global no qual traz este valor para as empresas. O estudo de 2017/2018 identificou que o custo médio de violação de dados subiu de US$ 3,62 para US$ 3,86 milhões, um aumento de 6,4%. No Brasil, houve redução de 7% em relação ao ano passado.

Cinco formas usadas por cibercriminosos para lucrar com dados roubados

De acordo com o estudo, o custo médio de cada registro perdido subiu de US$ 141 para US$ $148, crescimento de 4,8%. No Brasil, US$ 67 é o custo per capita por registro perdido ou roubado, o que representa uma redução de 3,73% em relação ao ano anterior.

O Brasil tem o menor custo per capita de todos os países pesquisados, mas é o mais provável a enfrentar uma violação de dados (43% contra 27% da média global).

Para as organizações que implantam totalmente a automação de segurança, o custo médio da violação é de US$ 2,88 milhões, contra US$ 4,43 milhões daqueles que não o fazem.

O estudo conclui que, no Brasil, a causa raiz de 46% das violações de dados foram ataques maliciosos ou criminosos. O tempo médio para identificar a violação de dados diminuiu de 250 para 240 dias. O tempo médio para conter a violação de dados diminuiu de 105 para 100 dias.

Compartilhe: