Akna

O futuro do mercado de colaboração , segundo a Aragon Research

À medida que as ofertas de voz, vídeo, mensagens e colaboração se tornam mais inteligentes, mudança para a colaboração centrada nas pessoas marca a transição do mercado de comunicações unificadas e colaboração (UCC).

A Aragon Research, empresa de consultoria e pesquisa focada em tecnologia, acaba de publicar o seu segundo relatório global 2018 de Comunicações Unificadas e Colaboração. No estudo, a consultoria prevê o surgimento de novos casos de uso de vídeo, o aumento da demanda por mensagens móveis e da aquisição de chatbots por empresas do setor. A tendência, segundo a Aragon, é que o mercado siga formulando uma oferta integrada que aproveita a comunicação omnicanal.

STUDIO IPNEWS: O papel na colaboração na transformação digital

Cisco unifica Spark e Webex em nova solução de colaboração

Com nuvem, Avaya bate o próprio recorde na venda da plataforma de comunicações unificadas

O estudo global identifica novos elementos do UCC e avalia os 15 principais provedores que estão em diferentes estágios de uma oferta integrada. O objetivo do relatório é auxiliar os líderes executivos na compreensão do estágio atual do mercado de UCC e a tendência evolutiva, para planejar uma mudança para comunicações multimodais e avaliar provedores com base nas necessidades das unidades de negócios.

“Aragon sente que há uma necessidade de colocar as pessoas no centro da UCC, e é por isso que achamos que se trata mais de colaboração centrada em pessoas do que UCC”, diz o fundador da Aragon Research, Jim Lundy. “Com comunicação e colaboração contínuas, uma plataforma UCC proporcionará uma melhor experiência de trabalho, melhores interações com os clientes e maior produtividade, permitindo que as organizações compitam melhor no mundo digital atual”.

Embora as empresas ainda estejam no processo de estabelecer um padrão corporativo para o UCC, os recursos de comunicação inteligente e colaboração impulsionarão a transformação digital, automatizarão as tarefas de trabalho e produzirão resultados mais rapidamente, acredita a consultoria.

Compartilhe: