Akna

77% dos micro e pequenos e-commerces crescem em 2016, aponta pesquisa

Destes, 41% aumentaram suas vendas no ano passado, de acordo com estudo do Mercado Livre/IBOPE Conecta.

ecommerceA terceira edição do estudo Mercado Livre/IBOPE Conecta, realizado com 512 empreendedores MPMEs (Micros, Pequenas e Médias Empresas) em todo o Brasil, aponta que 77% dos entrevistados declararam ter crescido no último ano. Destes, 41% aumentaram suas vendas. Apenas 20% não registraram crescimento e 3% não souberam responder.

Varejo eletrônico volta a registrar deflação nos preços

A pesquisa também mostra que o otimismo aumentou em relação aos anos anteriores, com 94% dos entrevistados esperando crescer em 2017 a uma média de 35%. Este é o maior percentual registrado na pesquisa, já que em 2016, 84% dos entrevistados apostavam crescer suas vendas; e em 2015, 87%. As principais razões para o crescimento das vendas para eles são a diversificação dos produtos à venda (77%), a oferta de frete grátis (38%) e participações em promoções (36%).

Existe também um otimismo em relação ao crescimento do setor de e-commerce como um todo: 79% dos entrevistados acreditam que o setor crescerá em média 25%. Entre os fatores mais apontados por eles estão a percepção de maior segurança na compra online (76%), aumento no número de pessoas com acesso à internet (69%) e crescimento no número de usuários de smartphones e tablets (64%).

Entre os empreendedores que não consideram a possibilidade de crescer em 2017, os fatores apontados são relacionados à economia brasileira.

Outro dado interessante é a disposição dos empreendedores em realizar novas contratações. Em 2016, 37% planejavam aumentar suas equipes, enquanto este ano são 48%. A parcela de entrevistados que não pretendia contratar em 2016 caiu de27% para 20% em 2017.

Apesar disso, as equipes se manterão pequenas: 59% possuem até três funcionários; 9%, de quatro a cinco; 8%, mais de seis; e 25% são empresários que trabalham sozinhos. Nos últimos três anos, houve uma redução na quantidade de empresários que têm de quatro a cinco funcionários (de 16% em 2015 para 9% em 2017).

Perfil dos entrevistados

Os empreendedores pesquisados são do perfil MPMEs (Micros, Pequenas e Médias Empresas). O faturamento anual dos entrevistados tem as seguintes variações: 33% faturam abaixo de R$100 mil; 32% faturam de R$ 100 mil a R$ 250 mil; 14% de R$ 250 mil a R$ 500 mil; 10% faturam de R$ 501 mil a R$ 1 milhão; 6% de R$ 1 milhão a 2 milhões; e 4% faturam acima de 2 milhões por ano.

Compartilhe: