Akna

Acompanhamento da qualidade deve focar banda larga, afirma presidente da Anatel

Juarez Quadros participou de encontro da UIT e defendeu um modelo regulatório que privilegie a banda larga.

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, afirmou, durante o Encontro do Grupo de Desenvolvimento da Qualidade dos Serviços da União Internacional de Telecomunicações (UIT), realizado esta semana, que o modelo regulatório de qualidade deve privilegiar o acompanhamento da banda larga fixa e móvel. Para ele, a telefonia fixa, a telefonia móvel e a TV por Assinatura “convergem para esse meio (a banda larga) de modo inevitável”.

Teles de nicho crescem através da banda larga

Para maioria dos internautas, TACs são a melhor forma de expandir o acesso à banda larga

Segundo o presidente da Anatel, a regulação da qualidade ganhou destaque na Comissão de Estudos 12 do setor de padronização da UIT, onde foram aprovados seis itens de trabalho relacionados ao tema. Durante o Encontro, que reúne mais de 100 participantes de diversos países, Juarez Quadros destacou que, para fazer frente à nova realidade do setor de telecomunicações, “cada país deve avaliar o seu contexto regional para estabelecer o modelo ideal”.

A Anatel está recebendo contribuições, até o dia 8 de janeiro de 2018, para a Consulta Pública nº 29/2017, que apresenta a proposta do novo Regulamento de Qualidade dos Serviços de Telecomunicações para o Brasil. A contribuições podem ser encaminhadas pelo Portal online da agência reguladora. Mais informações sobre o Encontro do Grupo de Desenvolvimento da Qualidade dos Serviços podem ser obtidas no Portal da UIT, na página do evento em inglês.

*Com informações da Anatel.

Compartilhe: