Akna

Bosch equipa Aeroporto de Cancún com sistema de videomonitoramento

Solução permite transmissão de dados relevantes diretamente para os dispositivos de armazenamento.

O aeroporto de Cancún, além de ser o segundo mais movimentado do México, é o que mais recebe passageiros internacionais.  Por esta razão, o Grupo Aeroportuario del Sureste, conhecido como ASUR, decidiu redesenhar a segurança por meio do monitoramento por vídeo, de forma que um único sistema operasse nos quatro terminais. A Bosch foi escolhida não apenas para equipar o novo terminal 4 com câmeras de vídeo, mas também para integrar os sistemas de videomonitoramento já existentes nos terminais 1, 2 e 3 em uma solução abrangente de vigilância que pudesse ser gerenciada a partir de uma plataforma central unificada.

No terminal 4, cerca de 600 câmeras Bosch de diferentes tipos e séries estão instaladas a fim de atender necessidades específicas das diferentes áreas dentro e fora do terminal, além de serem utilizadas em uma ampla gama de aplicações – no interior do prédio, elas monitoram a segurança e controle de bagagens, salas de espera, lojas de conveniência, escritórios e a torre de controle; já fora dos terminais, verificam as áreas no perímetro e todos os pontos de acesso ao aeroporto, além da pista de pouso e decolagem.

Cumprindo um requisito-chave estabelecido pelo Grupo Aeroportuario del Sureste, todas as novas câmeras do terminal 4 estão integradas a uma solução de videomonitoramento, que também inclui as câmeras já existentes nos terminais 1 a 3. O Sistema de Videomonitoramento Bosch (BVMS) serve como plataforma comum para administrar centralmente cerca de 1.800 câmeras e suas gravações nos quatro terminais. Já o fluxo de vídeo de todos os dispositivos é armazenado, com segurança, nas unidades de gravação em rede Bosch DIVAR IP, com um total de 92 terabytes de armazenamento disponíveis.

Para controlar o grande volume de dados de forma simples e segura, a solução de videomonitoramento inclui quatro gerenciadores de gravação de vídeo (VRM) da Bosch, que permitem que as câmeras transmitam os dados de vídeo relevantes diretamente para os dispositivos de armazenamento DIVAR IP disponíveis, sem o uso de servidores de rede. Isso economiza custos e manutenção do servidor enquanto elimina todos os pontos de falha possíveis, o que aumenta a confiabilidade. Já a capacidade de armazenamento disponível se torna mais eficiente porque os VRM’s equilibram automaticamente a carga do fluxo de vídeo com os volumes de armazenamento gratuitos.

O Aeroporto de Cancún possui um centro de monitoramento formado por 10 gerentes de segurança 24 horas por dia. Cada agente monitora uma tela com imagens de até 25 câmeras, podendo selecionar suas posições manualmente ou serem notificados automaticamente por alarmes no caso de violação das regras pré-definidas, com base na análise de vídeo embarcada nas câmeras ou na detecção de movimento.

 

 

 

 

Compartilhe: