Akna

Startup brasileira desenvolve novos programas de realidade virtual

Interactive Media Dream destaca as oportunidades e os desafios do setor que promete crescer em 2016 com lançamentos de novas tecnologias.

realidade virtualA Interactive Media Dream (IMD), startup brasileira especializada em tecnologias para realidade virtual e aplicativos para celular e tablets, já desenvolve novos programas que precisam da tecnologia do Oculus Rift, que está em pré-venda pela norte-americana Oculus VR, para ser visualizados.

“Para a IMD esse aparelho é uma ferramenta de trabalho. O investimento é necessário para que possamos continuar aperfeiçoando nossos aplicativos. Acredito que o setor de realidade virtual deve crescer em 2016, uma vez que as oportunidades são as mais variadas”, afirma Omar Pavel, presidente da IMD.

“A realidade virtual possui potencial no campo da educação, dos negócios, do entretenimento, entre muitos outros. A tecnologia tem crescido e se aperfeiçoado. Quem usa fica impressionado. É uma experiência única”, destaca Pavel.

A IMD também busca ampliar seu leque de atuação, não se limitando às tecnologias do Oculus Rift e oferece outras opções aos seus clientes. “Há alternativas, como a realidade virtual feita para celular utilizando o Google Cardboard, que é muito mais barata e acessível, além de móvel. Também temos projetos de realidade aumentada e Internet of Things, que oferecem experiências únicas.”, aponta o presidente da IMD.

Criar trabalhos em realidade virtual não é uma tarefa fácil, necessitando de mão-de-obra altamente especializada, com equipes formadas por designers, programadores, modeladores etc, tornando a criação de uma experiência em realidade virtual algo desafiador. Entretanto, o brasileiro ainda não está acostumado com esse tipo de experiência. “A alta do dólar e as taxas de importação acabam limitando um pouco a entrada das tecnologias no Brasil, mas mesmo assim conseguimos oferecer produtos de qualidade e que atendem as necessidades dos clientes, tornando-se um ótimo investimento nessa época de crise”, afirma Pavel.

A IMD desenvolveu um software de realidade virtual para o setor imobiliário, que permite realizar tours virtuais em imóveis que ainda não saíram da planta. A criação de um ambiente virtual ao invés de um decorado físico é até 70% mais barato, além de oferecer um aumento da divulgação e a chance de mostrar ao cliente como será a sensação de estar no imóvel quando ele ficar pronto.

 

 

Compartilhe: