Akna

T-Mobile US vai construir rede 5G em trinta cidades ainda em 2018

O uso pelos consumidores, por outro lado, não deve ser começar tão cedo.

Durante o Mobile World Congress 2018, que acontece em Barcelona (Espanha) esta semana, a operadora norte-americana T-Mobile US anunciou que vai implantar rede 5G em todo seu espectro de 600 MHz, 28 GHz e 39 GHz em 30 cidades nos Estados Unidos, incluindo Nova Iorque, Los Angeles, Dallas e Las Vegas, ainda em 2018.

Intel faz parceria com fabricantes para levar 5G a PCs

A operadora vai contar com a ajuda de suas fornecedoras Nokia e Ericsson para implantar a infraestrutura, mas o CTO da T-Mobile, Neville Ray, já anunciou que a rede só deve ser utilizada pelos consumidores no início de 2019, quando os fabricantes de dispositivos tiverem habilitados os aparelhos para o novo serviço.

A intenção da T-Mobile é oferecer o 5G para uma imensa variedade de dispositivos, incluindo notebooks, tablets, smartphones e dispositivos vestíveis (wearables). Outras oportunidades também estão em tecnologias de automação industrial e realidade virtual (VR).

De acordo com Ray, a Nokia e a Ericsson já estão implantando equipamentos de rede com capacidade para 5G nas torres da T-Mobile e o trabalho deve continuar ao longo do ano. A expectativa é que o 5G seja ativado a partir de 2019 e cobrir todo os Estados Unidos em 2020.

No entanto, Ray se recusou a especular sobre as velocidades do mundo real que a T-Mobile poderá oferecer através do 5G. Ele diz que a rede LTE da operadora vem oferecendo conexões cada vez mais rápidas através da implantação de novas tecnologias, como o 32T32R MIMO (que a T-Mobile espera lançar no LTE este ano), e que seus serviços 5G funcionariam ao lado dessas ofertas LTE para aumentar a velocidade dos usuários.

Corrida pelo 5G

Outras operadoras norte-americanas também anunciaram planos para o 5G este ano. A AT&T e a Verizon já anunciaram que vão lançar a tecnologia também em 2018, disponibilizando para usuários até dezembro próximo.

Nos planos da AT&T, anunciados mês passado, está a intenção de lançar um 5G móvel baseado nos padrões testados pela operadora em diferentes cidades dos Estados Unidos antes do final de 2018. A empresa diz que haverá um dispositivo móvel compatível à tecnologia a tempo do lançamento. Enquanto isso, a Verizon anunciou que lançará serviços fixos 5G em três a cinco cidades este ano, com serviços móveis disponibilizados pouco depois.

Para o CEO da T-Mobile, John Legere, as duas operadoras estão em uma corrida sem sentido para ser o primeiro. Enquanto elas se concentram no direito de “se gabar”, a T-Mobile prefere focar em seus consumidores para que eles tenham uma experiência transformadora em seus smartphones com o 5G, diz o executivo.

Compartilhe: