Akna

14a geração de servidores Dell EMC visa suprir demanda por processamento de data centers e nuvem

PowerEdge 14G traz mais eficiência para rodar aplicações mais pesadas e facilita empresas de todos os tamanhos a seguir na transformação digital.

A Dell EMC lançou sua 14a geração de servidores PowerEdge, que conta com os novos processadores Intel Xeon e oferecem 27% mais CPU e 50% mais memória na comparação com a geração anterior. A novidade vem para ajudar clientes a impulsionar a capacidade de data center com uma plataforma escalável, automatizada e segura tanto para aplicações tradicionais quanto nativas da nuvem, atendendo as demandas do negócio de forma mais eficiente.

Cisco lança 5ª geração de servidores UCS com foco na competividade dos data centers

Para Raymundo Peixoto, vice-presidente de Vendas de Soluções de Servidores e Networking da Dell EMC América Latina, o servidor passou a ser o diferencial do data center do futuro. Como as empresas começam a depender cada vez mais de aplicações, sejam de análise de dados ou para disponibilizar serviços, elas precisam de armazenamento e processamento. E é aí que entra o PowerEdge 14G, para suprir essa demanda de consumo, seja via nuvem (pública, privada ou híbrida) ou on premises.

A nova linha conta com sete modelos diferentes e seu desempenho pode ser acompanhado remotamente, via aplicativo para dispositivos móveis. O hardware dos servidores já vem com um módulo de segurança embutido, o System Lockdown (bloqueio de sistema), que protege as configurações do sistema contra alterações mal-intecionadas, alertando os usuários automaticamente. Veja mais detalhes sobre cada modelo:

– Dell EMC PowerEdge R640 – combinação ideal para computação e armazenamento de data center em escala densa em uma plataforma de 1U/2S (soquetes)

– Dell EMC PowerEdge R740 – solução robusta para ambientes com alta demanda, que fornece o equilíbrio ideal entre armazenamento, I/O (input e output) e aceleração de aplicações, com flexibilidade superior de configuração em uma plataforma de 2U/2S. O R740 possibilita até 50% mais usuários de VDI por servidor8 e 50% mais aceleração para lógica analítica Hadoop9

– Dell EMC PowerEdge R740XD – essa plataforma de 2U/2S é o que há de melhor em desempenho de armazenamento e densidade para aplicações como storage definido por software, com a versatilidade exigida pelos prestadores de serviços na nuvem, usuários do Hadoop/Big Data e hospedagem compartilhada

– Dell EMC PowerEdge R940 – com 3U/4S é indicado para cargas de trabalho extremamente exigentes e de missão crítica, como ERP (Soluções de Gestão Empresarial), comércio eletrônico e bancos de dados muito grandes. O PowerEdge R940 pode economizar até US$ 600.000 em custos com licenciamento Oracle10 e executa até 44% mais rápido em um ambiente SAP SD Sybase11

– Dell EMC PowerEdge M640 e FC640 – servidores modulares, projetados para alto desempenho com a melhor densidade de classe para proporcionar escalabilidade excepcional em Blade e Plataformas Modulares

– Dell EMC PowerEdge C6420 – ideal para computação de alto desempenho. Maximiza a densidade, a escalabilidade e a eficiência no uso de energia por unidade em uma plataforma modular 2U/8S

Os quatro primeiros já estão sendo produzidos na fábrica da Dell EMC em Hortolândia (SP) e estão prontos pra disponibilização para os clientes brasileiros. Os modelos PowerEdge M640 e FC640 devem começar a ser produzidos em setembro. A fabricação local do C6420 não deve ocorrer, a menos que haja uma demanda que justifique isso, diz Peixoto.

Foco de mercado

Por ser uma linha ampla, Peixoto diz que o foco de mercado está em empresas médias e grandes de qualquer vertical, mas até mesmo pequenas podem se beneficiar da capacidade de processamento dos PowerEdge 14G, como startups, por exemplo. “As PMEs costumam ser mais assertivas nesses investimentos, devido ao custo dessas soluções e de seu retorno de investimento em eficiência”, afirma.

Entre as verticais que são mais abertas para a nova geração de servidores estão as empresas de serviços e os fornecedores de data center. “Nossa intenção é ser o melhor parceiro para data centers, sejam eles provedores de nuvem ou tradicionais”, afirma Peixoto. As operadoras também são um mercado importante, devido à necessidade de consumo de seus clientes.

Para incentivar a troca de infraestrutura nos clientes, a Dell EMC aposta na capacidade dos novos PowerEdge e a ideia é que ele seja primeiro utilizado em aplicações mais críticas, deixando o legado do cliente para as mais simples. “A obsolescência de um servidor é parecida com a de uma televisão mais velha, que vai passando da sala para o quarto até que seja descartada”, brinca o executivo.

Compartilhe: