Akna

Feira de biometria e identificação apresentou inovações para mercado crescente

Evento contou com ambientes para apresentação de startups e foi palco para lançamento de soluções inovadoras.

Acontecendo em conjunto com o XIV Congresso Brasileiro de Identificação, a feira Biometrics HITech 2017, realizada entre os dias 29 e 31 de agosto em Brasília (DF), reuniu 600 pessoas para debaterem o mercado de biometria e identificação humana, que deve chegar a movimentar R$ 2 bilhões no Brasil até 2020, segundo projeções da Associação das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital (Abrid).

Empresa cria tecnologia de biometria facial para controlar cursos a distância

Um dos destaques deste ano foi a Lounge das Startups, espaço destinado às iniciativas empreendedoras em biometrias e tecnologias de identificação, que teve a participação das empresas AMIGGO, Forensics Brasil, FullFace e Veridis Biometrics.

Outro destaque foi a Bussiness Arena, iniciativa que colocou frente a frente, em reuniões privadas, empresas provedoras de tecnologias biométricas e de identificação com representantes dos mercados mais aderentes ao uso dessas soluções como bancos, cartórios, educação, serviços públicos, saúde e seguros, transportes e varejo e e-commerce. Por lá passaram: Banco do Brasil, Banco Neon, Banrisul, Caixa Econômica, INSS, Socicam, Sul América, Postal Saúde, Arpen Brasil, Universidade Católica de Brasília, entre outras.

Para a empresa Aware, que atuou em todas as arenas, foi uma participação muito positiva, uma vez que apresentou sua solução não somente para o setor bancário (mercado que atualmente mais utiliza a tecnologia de biometria), mas também mostrou a versatilidade da aplicação do produto em outras frentes de negócios.

Uma outra inovação que o público teve a oportunidade de fazer foi seu check-in para ingresso ao evento por meio do sistema de reconhecimento facial da NEC, com base nas informações previamente enviadas pelo smartphone do próprio visitante. Desta forma, os processos de credenciamento e entrada no local são mais práticos e ágeis, tornando-se, inclusive, um modelo de acesso a ser implantado em várias outras situações com grande público, tendo em vista sua eficiência.

Já em seu estande, a NEC mostrou sua solução de detecção de vida, que torna possível identificar se a imagem utilizada pertence a uma pessoa real, uma foto ou um vídeo, por exemplo. Os visitantes também puderam conferir uma estação de cadastramento biométrico, que é, hoje em dia, um passaporte para o mundo digital.

A Certibio lançou o MultiFingerID, uma solução revolucionária de autenticação por impressões digitais (feita com o uso da câmera de qualquer smartphone) que reúne segurança e conveniência aos usuários.

A FullFace apresentou uma solução que determina um CPF facial para cada indivíduo, com um sistema que facilmente se integra a hardwares e softwares, facilitando processos de autenticação biométrico facial web e mobile.

Outra atração do evento foi a presença do Caminhão Itinerante (denominado Projeto Itinerante), que emite documentos de identificação para os cidadãos que moram muito distantes dos grandes centros. Implantando em Goiás, o projeto foi desenvolvido para funcionar em um caminhão dotado de uma estação de biometria – o Goiás Biométrico – no qual todos os dados são informatizados, desde a foto, a impressão digital do cidadão até a assinatura, de forma segura (sem fraudes), eficiente e rápida. Tem capacidade para emitir cerca de 35 mil documentos de identidade por mês. O Projeto Itinerante nasceu de uma parceria entre o Instituto de Identificação da Polícia Civil de Goiás e a Socicam, empresa nacional que presta serviços de gestão integrada de espaços públicos.

Compartilhe: